quarta-feira, 19 de julho de 2017

O livro "Destralhe a Sua Casa" da Paula Margarido

Gostava de escrever mais sobre os livros que leio. De fazer resumos sobre aqueles que creio terem algo para ensinar. Sinto verdadeiramente que nos podem ajudar a melhorar enquanto pessoas e a melhorar as nossas vidas. Daí ser importante falar neles.

Este ano, pela primeira vez fiz um book haul sobre os livros que li ou comprei no primeiro semestre do ano. Mas resumos mesmo, só de três. Dois sobre hygge (O Livro do Hygge - O Segredo Dinamarquês para Ser Feliz de Meik Wiking e Hygge - Ser Feliz à Dinamarquesa de Anna Skyggebjerg ), afinal este conceito está relacionado com o trazer felicidade ao nosso dia-a-dia. O outro livro, contra todas as expectativas - pois sou uma céptica, foi um livro sobre «experiências de quase morte», o  Provas da Vida Depois da Morte de Jeffrey Long, um médico oncologista e de Paul Perry. Este livro tocou-me profundamente!

Hoje resolvi finalmente trazer-te o resumo de mais um livro, desta vez sobre destralhe. Até porque pelo que me escrevem, há muitas pessoas realmente interessadas em dar este passo na sua vida. Contudo, por vezes precisam de um pouquinho de motivação. Os livros ajudam justamente nesse campo.

Escolhi escrever sobre o livro "Destralhe a Sua Casa" da Paula Margarido, porque sinto que é diferente. Não é mais do mesmo, vai muito além do destralhe.

A Paula Margarido é arquitecta, mas também frequentou um curso de Feng Shui no Instituto Macrobiótico de Portugal, mais especificamente na Escola Nacional de Feng Shui. Daí que no livro, a autora relaciona sempre a influência das várias áreas da casa na nossa vida, nomeadamente a forma como estas áreas estão organizadas.

Devo dizer que não acredito piamente em tudo o que o feng shui diz. Não acredito propriamente que uma torneira a pingar na casa-de-banho roube a abundância. Mas muito do que é dito no feng shui faz todo o sentido, nomeadamente como uma casa com tralha, desorganizada ou demasiado sombria, afecta - por vezes, bastante - a forma como nos sentimos e como levamos a nossa vida. Está realmente provado que o ambiente onde vivemos nos influencia e a forma como a autora descreve o que devemos fazer exteriormente, para também nos sentirmos bem connosco próprios, é excelente.

Mas vamos ao resumo.

A autora dividiu o livro em 3 partes:
  1. Como destralhar a sua casa;
  2. Como limpar a sua casa;
  3. Como organizar a sua casa.
Na primeira parte, sobre destralhe, fala de coisas como: as consequências de vivermos rodeados de tralha (tem inclusive um capítulo para identificar no baguá do feng shui os efeitos da tralha na nossa vida, consoante a área da casa onde esta se encontra); os lugares onde podemos encontrar tralha na nossa casa e como nos podemos livrar dela; métodos e inclusive um plano passo a passo para nos livrarmos da tralha (tendo em conta a personalidade de cada um) e ainda um desafio para destralhar a casa em 21 dias.

Na segunda parte, sobre limpeza da casa, a autora começa por tentar motivar-nos para a tarefa - por vezes desagradável - da limpeza. Dá sugestões para cultivarmos hábitos de detox doméstico; tem uma série de receitas de produtos ecológicos - adorei esta parte - para limpar tudo e mais alguma coisa (muito à base de vinagre/sumo de limão e bicabornato de sódio); indica uma série de métodos de limpeza; dá sugestões do que podemos limpar diária, semanal, mensal, semestral ou anualmente; inclui planos de limpeza (para empregadas domésticas, para pessoas com pouco tempo); indica como podemos distribuir as limpezas ao longo do ano, quando não temos tempo para as limpezas da Primavera; como podemos limpar as várias divisões da casa e o que podemos fazer para termos uma casa mais saudável.

Na terceira parte, sobre organização da casa, são-nos dadas sugestões para simplificarmos a nossa vida, prevenindo a acumulação de objectos e rodeando-nos daquilo que mais gostamos. Há inclusive um inventário com os objectos básicos que deveríamos ter em cada divisão, para que haja funcionalidade, sem cairmos em excessos (fiquei bem contente, porque após o meu próprio destralhe, em algumas áreas tenho menos do que o sugerido). Depois fala-se de como podemos organizar, divisão a divisão. Neste capítulo, dá-nos ainda sugestões de organização, tendo em conta o sector em que cada divisão se encontra no baguá do feng shui (a ideia é que cada área influencie a nossa vida, da melhor forma possível).

A autora tem ainda ainda 4 anexos, com quadro de tarefas para a limpeza semanal, mensal, semestral e anual, onde lista uma série de tarefas que podem ser feitas em cada período (ex. no quadro de tarefas da limpeza semanal vem «mudar toalhas da casa de banho», já na limpeza semestral vem «limpeza das paredes e tectos»).

Extremamente útil este livro! E sobretudo, inspirador.

Foto: Mafalda S.
.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

7 comentários:

  1. Oi Mafalda! Vi no seu Instagram e já me motivei a ler o texto no blog. Excelente!
    Gostei de saber que o livro traz uma parte sobre limpeza, deve ser bem interessante.
    Beijinhos cá do Brasil!

    ResponderEliminar
  2. Limpeza de paredes! Aí está algo que ainda nunca fiz por não saber a melhor forma de o fazer e por ter receio das humidades. Mafalda, algum conselho?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu costumo limpá-las periodicamente. As paredes de estuque, limpo com um pano húmido (estas não podem levar muito água, porque danifica o material). Em paredes rebocadas, lavo mesmo. A verdade é que o pó acumula em tudo o que é sítio - paredes e tectos não são excepções.
      Bjs

      Eliminar
  3. Bom Dia Mafalda
    Muito bom, será um livro a comprar .
    Se já era de acumular pouco , agora então é mesmo quase nada .
    Não tenho tempo para limpar/organizar ou melhor vai ser mesmo ter menos .
    O meu lema é este " se não tenho, não há para organizar "
    bj querida
    Lulu

    ResponderEliminar
  4. Humm parece um bom livro a ler. Actualmente estou a ler A Mágica da Arrumação, estes temas do minimalismo, destralhar, viver com menos objectos (e confusão) agradam-me imenso!

    ResponderEliminar
  5. Quanto mais destralho mais tralha percebo que tenho é também aquela dificuldade em desfazer_me de certas coisas. Gosto muito destes posts e da forma como falas dos livros, dá para ter uma ideia da do assunto. Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails